sexta-feira, 18 de janeiro de 2008

Poemário




A Palavra


Já não quero dicionários
consultados em vão.
Quero só a palavra
que nunca estará neles
nem se pode inventar.

Que resumiria o mundo
e o substituiria.

Mais sol do que o sol,
dentro da qual vivêssemos
todos em comunhão,
mudos,
saboreando-a.


Carlos Drummond de Andrade
Itabira , 1902 - Rio de Janeiro, 1987

3 comentários:

fleurauxdents disse...

Qual será esta palavra? ..a que resumiu o mundo de Virgílio Farreira?

"Uma palavra.
A primeira que em toda a minha vida me esgotou o ser.
A que foi tão completa e absorvente, que tudo o mais foi um excesso na criação.
Deus esgotou em mim, na minha boca, todo o prodígio do seu poder.
Ao princípio era a palavra.
Eu a soube.
E nada mais houve depois dela. "

Alguém consegue adivinhar?

Anónimo disse...

Aparição?

fleurauxdents disse...

"A Primeira Palavra que em toda a minha Vida me esgotou o Ser.
Disse-a.
Amo-te - uma palavra breve.
Quantos milhões de palavras eu disse durante a vida.
E ouvi. E pensei. Tudo se desfez."

Virgílio Ferreira